Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Grande Artista e Goleador

Sobre a convocatória para os Jogos Olímpicos

Poucos serão os adeptos dos Jogos Olímpicos a suspirar por um jogo de futebol. Arrisco dizer que a esmagadora maioria (na qual me incluo) anseia por uma final da maratona, dos 100 metros, da natação ou qualquer outra modalidade, em vez de mais um jogo de futebol, mesmo que seja de Portugal.

 

Os Jogos são a melhor oportunidade para que vejamos em acção aquilo que é a 'nata' da alta competição em modalidades menos mediáticas e é essa a essência da maior competição desportiva do planeta.

 

Percebo os lamentos do Comité Olímpico de Portugal e da Federação Portuguesa de Futebol mas, não fazendo os Jogos Olímpicos parte do calendário FIFA e tendo lugar numa fase crucial da época para os clubes (que são quem paga os salários aos atletas - e lhes paga para usufruir dos seus serviços), acho que deve haver dos órgãos competentes a sensibilidade para esta situação.

 

Já nem vou falar que nem faz muito sentido ver futebol nos Jogos, quando competições de futebol é o que mais há durante toda a época.

 

Por todos estes motivos e mais alguns, vejo o futebol nos Jogos Olímpicos como uma oportunidade para jogadores menos rodados nas selecções se mostrarem. Uma espécie de selecção B, composta por atletas que estão ou se prevê que estejam numa terceira linha de sucessão aos habituais convocados para a selecção A.

 

Sendo uma competição sem a pressão de outras, não vejo razão para este alarido, embora entenda que tivéssemos vontade de nos apresentar com os melhores.

 

O Sporting cedeu Carlos Mané, Ricardo Esgaio e Tobias Figueiredo (que foi cedido ao Nacional, por empréstimo), um número que me parece aceitável e razoável. Não se pode 'chorar' a ausência de jogadores que acabaram de se sagrar campeões europeus e só vão gozar de uma semana de férias para irem para o Brasil fazer a pré-época. Nem a selecção beneficiaria com a sua presença nem os clubes com a sua ausência.

 

Depois há outro factor que, enquanto Sportinguista me perturba. Então andam a atrasar a afirmação dos nossos até aos sub-20 e depois, sabendo que nos fazem falta (porque somos dos poucos que verdadeiramente aposta nos miúdos), chamam todos quantos podem dos nossos numa fase que nos é claramente prejudicial!

 

Acho que o Sporting cedeu os que podia (Paulo Oliveira poderia ter ido mas isso faria com que ficássemos privados de um dos nossos 3 melhores centrais disponíveis) e isso não deve levar a lamentos por parte do COP e da FPF. Não pode ir o João Mário, tivessem chamado o Francisco Geraldes. Não pode ir o Gelson, chamassem o Podence. Não vai o William...convocassem o Palhinha. Assim, talvez o Sporting tivesse cedido mais alguns.

 

Espero que no futuro se possam encarar estas convocatórias com mais realismo e se pense também que são os clubes quem assume o desenvolvimento dos jogadores, com vista a deles obter rendimento.

 

Se há clubes, como o Belenenses, que se propõem a ceder todos os jogadores pedidos, é porque ao clube interessa a chamada dos mesmos, por motivos de valorização ou exposição.

 

Boa sorte a Portugal! Tentarei ver algum jogo, embora continue a preferir ver outras modalidades, mais identificadas com o espírito olímpico.

 

Sigam o GAG no facebook e no twitter.

5 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal