Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Grande Artista e Goleador

Paralelismos de uma história por escrever

Há tanto que une Hugo Canela, actual treinador leonino, a Paulo Faria, o treinador da equipa que venceu o único troféu europeu do andebol do Sporting, a Taça Challenge, em 2009/10.

Ambos representaram o Sporting enquanto jogadores. 

Ambos ganharam títulos em campo.

Ambos saíram para um dia voltar, integrando equipas técnicas.

Paulo Faria treinou o Sporting durante duas épocas. Foi inclusive treinador de Hugo Canela na última época que fez como jogador no Sporting (e foram 10, no total).

Conseguirá hoje Canela repetir o feito de Faria?

Tomara que sim.

 

O Sporting deste ano não teve de suar como o de então para garantir lugar na final. Em 2009/10, os quartos-de-final foram ultrapassados com vantagem por um golo no conjunto das duas mãos (Stiinta Bacau, Roménia), as meias-finais encerraram com vantagem de dois golos (RD Slovan, Eslovénia) e a histórica final terminou com duas vitórias (algo que não havíamos conseguido nas duas eliminatórias anteriores) e três golos de vantagem (MMTS Kwidzyn, Polónia).

 

Até ao momento, o Sporting venceu todos os jogos no percurso desta Taça Challenge e ultrapassou todos os adversários com vantagens superiores a dez golos de diferença. Mesmo no primeiro jogo desta final, a diferença foi de nove golos.

Mas o conforto dessa vantagem ganha em casa não nos pode permitir relaxar, mais não seja porque o adversário vem de uma meia-final onde recuperou em casa uma desvantagem de oito golos encaixados fora.

 

Teremos esta semana duas finais que nos podem valer dois títulos. Hugo Canela e o fantástico plantel que lidera podem fazer num ano aquilo que Paulo Faria teve que fazer entre os anos de jogador e treinador; ganhar a Challenge e quebrar o longo jejum sem um título máximo nacional.

Paulo Faria era jogador do Sporting no ano do último título (excluindo os dois títulos averbados pelo clube durante o diferendo entre Liga e Federação - 2004/05 e 2005/06) e foi o treinador que guiou uma equipa que nada venceu internamente mas que conquistou uma, até hoje, inédita competição europeia.

É hora de honrar os heróis de 2010 (quatro deles ainda cá estão e podem repetir a conquista - Solha, Portela, João Pinto e Bosko), e fazer mais uma vez história, imitando aquilo que o ABC fez na temporada passada, quando venceu a Challenge e o Campeonato.

 

Eu acredito!

Sigam-me no facebook e no twitter.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal