Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Grande Artista e Goleador

O Sporting não era dos sócios?

Pensei bem se faria ou não esta publicação.

Esta terça-feira não me apercebi do teor do vídeo apresentado antes do jogo. Por causa da rotina nocturna, que inclui deitar dois miúdos que nunca têm vontade de ir para a cama, não vi a segunda parte do jogo.

Resolvi retomar o encontro assim que os dois "anjinhos" estivessem a descansar. Assim fiz e, como tal, só mais tarde retomei a habitual ronda pela internet.

 

Alguns amigos comentaram comigo a publicação do tal vídeo também nas redes sociais do Clube, bem como o facto de um vasto rol de criticas ter acabado por levar à decisão de apagar a publicação.

Sensato, pensei eu. Pelo menos assim assumia-se o erro e passava-se à frente.

No entanto, mais tarde, o vídeo voltou a ser publicado, como que em tom de desafio aos insatisfeitos, num claro acto de egoísmo e narcisismo.

 

Acabei por ver o vídeo, apenas por curiosidade, para aferir se as criticas eram ou não legítimas, embora confiasse nas pessoas que comigo tinham partilhado a sua opinião. 

Ora...o vídeo é mauzinho. Som terrível, interpretação fraca e uma operação de marketing mascarada com a intenção apenas de dar uma notícia pessoal, que nada tem a ver com o Sporting nem interessa especialmente à grande maioria dos Sportinguistas.

Antes de mais, pelos motivos mencionados, o vídeo envergonha o Presidente. Consequentemente, envergonha os principais activos da instituição que Bruno de Carvalho lidera, os sócios. Sócios que o elegeram por larga maioria para servir o Clube e não para se servir dele para promoção pessoal.

 

Não vale a pena agora pegarem comigo por ser picuinhas, dizendo que isto pode perfeitamente ser ignorado, ou por ser irrelevante. Podia, caso fosse um acto isolado. Mas não foi. É apenas mais um episódio revelador de traços de personalidade que não são compatíveis com aquilo que Bruno de Carvalho nos prometeu enquanto candidato.

O Sporting é o mais importante, não o seu Presidente, o seu treinador ou qualquer jogador.

 

Sendo o Sporting e os seus sócios o mais importante, o mais chocante estava por vir. 

Visto o vídeo no facebook que, portanto, está sujeito a partilhas, likes e comentários, dei a minha opinião.

O que eu disse? Que, sendo 17 horas, era mais importante que informassem os Sportinguistas, por exemplo, do onze da equipa B que já jogava em Arouca do que estarem a passar comentários a pente fino para bloquear muitos dos utilizadores que criticaram o vídeo (esta informação tinha-a retirado de relatos no twitter e no facebook, de conhecidos e desconhecidos). Ah...acrescentei que, em si, o vídeo era uma vergonha.

Resultado? Tal como muitos dos utilizadores, fui bloqueado e estou impedido de gostar ou comentar publicações, tanto da minha página pessoal (de onde fiz o comentário) como da página do blog, da qual sou responsável.

 

E é este o Sporting actual. Em nada semelhante àquele que Bruno de Carvalho nos prometeu. Desunido por se fazer exactamente aquilo que o Presidente pediu aquando da sua eleição. Por se estar presente, por se estar atento, por se participar, por se criticar (e a crítica pode sempre ser positiva ou negativa, construtiva ou destrutiva mas, em nenhum dos casos, censurável - até porque estamos a falar de redes sociais e de um estado livre).

Bloquear sócios, adeptos ou meros curiosos na página do Clube é um sinal alarmante de que, quem manda, se está a confundir com o próprio Clube. E não vale a pena dizer que o Presidente não tem nada a ver com isto porque, no fim de contas, como líder, é ele o responsável. O Sporting não é Bruno de Carvalho nem vice-versa.

 

Sou sócio há quatro anos. Foi o impulso positivo que Bruno de Carvalho trouxe ao Clube que me levaram a querer fazer parte dele de forma mais activa. Votei nas últimas eleições e depositei os meus votos na lista que encabeçava. Como voto de confiança e agradecimento pelo trabalho realizado. 

Não deixarei nunca de elogiar o fantástico trabalho de gestão e crescimento que tem sido realizado no Clube mas não apoio este tipo de liderança.

É triste verificar que se catalogam Sportinguistas e se rastreiam os mesmos, interessando os que apoiam e gostam de tudo e marginalizando os que criticam, mesmo que o façam pontualmente. Triste, revoltante e inaceitável.

 

Por morar longe, espero que alguém leve este tema à próxima Assembleia Geral. É importante que os silenciados voltem a ter voz, mesmo que nas redes sociais, pois nem toda a gente tem possibilidade de se deslocar a uma AG, sobretudo quando estas se têm realizado em dias pouco facilitadores à presença dos sócios, sobretudo dos que não moram em Lisboa e arredores.

Assim sendo, continuarei a dar a minha opinião aqui, posiviva ou negativa, sobre o dia-a-dia do Clube, a apoiar as várias equipas, seja no norte do país ou em deslocações à nossa casa e tentarei não faltar com o trabalho de informação aos Sportinguistas que tantos consideram importante neste espaço.

 

Esta publicação impunha-se. Dispensáveis eram as acções que me levaram a escrevê-lo.

Sporting Sempre!

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

39 comentários

Comentar post

Pág. 1/3

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal