Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Grande Artista e Goleador

O ciclo infernal e o volte-face surpreendente

Confirma-se o que aqui havia adiantado há uns dias. A Federação Portuguesa de Andebol já definiu as datas para as próximas três jornadas do Campeonato Nacional Andebol 1 e este é o calendário:

10/5 (21h): Águas Santas - SPORTING CP

13/5 (18h): SPORTING CP - Porto

17/5 (19h): Madeira SAD - SPORTING CP

 

Depois deste ciclo de três jogos numa semana, começará a disputar-se a final da Taça Challenge e é aqui que surge a surpresa inesperada. Os islandeses do Valur que tinham vencido, em casa, os romenos do Potaissa Turda por oito golos de diferença não resistiram ao favoritismo inicial dos romenos que, na Roménia, venceram por nove golos, numa recuperação excepcional.

Assim, defrontar-se-ão nos dias 20 (Lisboa) e 27 (Turda, Roménia) dois dos favoritos iniciais à vitória na prova e, a final mais acessível que eu já previa com os islandeses dá assim lugar a dois jogos muito mais competitivos e que colocarão à prova a nossa equipa numa fase muito complicada da época.

 

Uma coisa é certa; até final da temporada, cada jogo será uma final.

 

Relativamente ao campeonato, sobra-nos a última jornada, para além das três acima calendarizadas. A jornada final está marcada para o dia 27 (o mesmo que a 2ª mão da final da Challenge) e só o nosso percurso no campeonato ditará se a antecipamos ou adiamos (creio que isto também dependerá do Benfica, que previsivelmente não facilitará as coisas para o nosso lado, mesmo que não tenha nada a vencer até final da época - ou talvez o faça por isso mesmo).
No caso de chegarmos mesmo à última jornada com o campeão nacional por definir, seria de esperar que a FPA tivesse a sensatez de adiar o encontro para a semana seguinte, tal como fez na temporada passada, em que ABC e Benfica disputaram entre si a final da Taça Challenge.

 

Voltando aos romenos, nossos adversários na Europa, são um clube recente, que apenas chegou à 1ª Liga romena em 2011. Daí para cá, classificaram-se sempre entre os oito primeiros na fase regular do seu campeonato e foram semi-finalistas nos play-off das últimas duas temporadas, fase para onde voltaram a classificar-se este ano.
Convém elucidar que o campeonato romeno é tão ou mais mais competitivo que o português, embora surja duas posições abaixo do nosso no ranking EHF e conheceu três campeões diferentes nas três últimas temporadas.

 

A experiência dos nossos jogadores é superior à dos romenos mas, até historicamente, as equipas romenas têm tradição na Challenge Cup, tendo mesmo vencido cinco das últimas dez edições (sempre que se apresentaram na final, as equipas romenas venceram e a única que não o conseguiu, defrontou outra equipa do seu país).
Prevejo uma final muito equilibrada, onde o sorteio nos foi desfavorável, levando a decisão da eliminatória para a Roménia, num pavilhão pequeno, onde o público exercerá tremenda pressão sobre nós e a equipa de arbitragem. 

 

Tempo de aferir a "fibra" de Hugo Canela e do seu plantel. Tempo de fazer do Sporting vencedor, estatuto que nos vem fugido nos últimos anos.

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal