Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Grande Artista e Goleador

Fim de linha para Zupo

Após a derrota inacreditável com o Porto, Sporting e Zupo Equisoain acabaram por chegar a acordo para a rescisão do contrato do espanhol, que veio com o intuito de marcar superioridade sobre os mais directos rivais mas falhou em toda a linha nessa tarefa.

Em confrontos com os rivais, o Sporting de Zupo acumulou 7 vitórias e 11 derrotas:

- Porto: 5 derrotas, com a perda do 3º lugar do campeonato e respectivo apuramento para a Taça EHF
- ABC: 3 vitórias e 5 derrotas, com eliminação na meia-final do playoff 2015/16
- Benfica: 2 vitórias e 1 derrota, com a derrota a significar a perda da final da Taça de Portugal

Nos momentos decisivos, falhámos por completo, com a agravante do "bloqueio mental" em momentos decisivos se ter mantido ou agravado.

A perda do jogo desta semana com o Porto terá sido mesmo o "ponto alto" dessa incapacidade para enfrentar momentos decisivos, desbaratando uma vantagem de 7 golos nos 10 minutos finais do encontro.

 

No seu lugar, ficará Hugo Canela, treinador-adjunto da equipa sénior desde 2012 e ex-jogador, com uma estadia de 9 anos de leão ao peito e 8 títulos nacionais, entre os quais 3 campeonatos.

Não me parece que Zupo desse grande crédito a Canela na gestão da equipa mas também assumo que não conheço as competências técnicas, tácticas e de liderança do novo timoneiro leonino. Todavia, algumas coisas se ganham. Canela sabe o que é jogar no Clube, sabe o que representa a conquista de títulos, tem presente a mentalidade necessária para os alcançar e tentará certamente incutir na equipa a mentalidade e ambição necessárias para os alcançar. Além disso é jovem, e trará certamente novas ideias à visão aparentemente ultrapassada de Zupo.

Não podemos ignorar que estamos em todas as frentes e, mesmo atrasados relativamente ao Porto, continuamos a ser os principais adversários dos nortenhos.

 

Que a "chicotada" tenha o efeito desejado e que Hugo Canela saiba extrair o melhor "sumo" do melhor plantel dos últimos anos. Nada está perdido e, quem sabe, não encontramos no Hugo o nosso futuro treinador, em vez de apenas uma solução de recurso.

Há uma Challenge para vencer (este fim-de-semana jogam-se os 1/8 final), uma Taça de Portugal para conquistar e o campeonato por que lutar. É ganhar, ganha, ganhar. Boa sorte, Hugo!

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal