Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Grande Artista e Goleador

Bas D'ouro

Bas Dost está na luta pela Bota de Ouro. Desde o tempo de Mário Jardel que não vemos um jogador do Sporting lutar pelo título de melhor marcador da Europa (Liédson, se tivesse beneficiado do coeficiente actual, tinha ganho a de 2004/05) e, sem mais para ganhar, acaba por ser um foco de interesse para este final de época.

 

Bas Dost tem 24 golos marcados no campeonato em 23 jogos. É o único entre os principais candidatos ao prémio com uma média de golos por jogo superior a um mas tem contra si o facto de ter por disputar um número inferior de jogos, relativamente aos mais directos rivais.

Faltam disputar oito jogos na Liga Portuguesa mas em Espanha, na Alemanha, na Itália e na Inglaterra ainda faltam dez. Qualquer dos nove primeiros jogadores da lista podem ainda arrecadar a Bota de Ouro e, para que Bas Dost o consiga, precisará de uma época à Liédson e um final de época à Jardel.

 

Passo a explicar e aproveito a explicação para desafiar Bas Dost e a equipa do Sporting:

 

Com menos jogos, é imperativo que Bas Dost mantenha a média de pelo menos um golo por jogo até final da época. Manter esta média permitir-lhe-á chegar aos 32 golos no campeonato, tantos quantos Jonas marcou no ano passado e o melhor registo desde o de...Mário Jardel, em 2001/02. Para além disto, faria 34 golos em todas as competições e superaria o registo da época passada de Islam Slimani.

 

Mas eu quero mais. E, por isso, sai um desafio para Bas Dost. Algo que sei que ele consegue e que elevará a fasquia, ao nível dos melhores. Lógico que, para isso, volto a frisar a importância do colectivo. Bas Dost precisa de menos de três remates por jogo para fazer um golo e o número de golos tenderá a subir na mesma medida em que subam as oportunidades criadas para o holandês que, ainda por cima, se nota estar super-motivado.

 

Assim sendo é meu desejo que Bas Dost faça, nos 8 jogos que restam, 10 golos.

Com esses 10 golos superaria, em menos jogos, o melhor registo de Liédson de leão ao peito (35 golos em todas as competições) e cifraria um novo máximo pós-Jardel. Falando em Super-Mário, com estes 10 golos, Dost superaria o estratosférico final de época do brasileiro em 2001/02, onde marcou 14 golos nos últimos 10 jogos do campeonato (Bas Dost faria 16). 

Está também na mira o máximo de jogos consecutivos a marcar para o campeonato no novo milénio (Mário Jardel; 7) e o máximo pessoal de 5 jogos consecutivos a marcar, registo deste ano, já no Sporting.

 

Tem a "palavra" o "Trovão" que, espero, tenha uma equipa que o ajude com "relâmpagos", afim da trovoada se concretizar e da Bota de Ouro voltar a Alvalade. 

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal